VALORIZE SEUS INVESTIMENTOS EM SOFTWARES

Temos ouvido com frequência a seguinte colocação: “preciso de um sistema que funcione, não me interessa como irão fazer e a tecnologia que será empregada”.

Olhando tão somente sob a perspectiva do cliente, isto equivale equiparar à compra de um carro. O responsável pela compra dirige-se a uma concessionária e diz: “Quero comprar um carro que ande”.

Isto significa dizer que não há preocupações com o investimento, desempenho/potência, consumo, durabilidade, direção hidráulica, vidros elétricos, trava, dimensões etc.

Em nossa interpretação a opção de decisão fluiu para a mão do vendedor que tem carta branca para escolher o veículo que quiser. Também parece que com esta decisão o cliente "perde o direito" de reclamar eventuais desagrados.

De forma reduzida: o cliente deixou de conhecer o produto antes de efetuar a aquisição. Isto é um ato falho e equivocado por parte do consumidor.

Por outro lado, fazendo uso dos conhecimentos e da experiência de administrador de banco de dados, engenheiro de sistemas e programador, afirma-se com convicção que são exatamente as tecnologias e metodologias empregadas no desenvolvimento de um sistema que irão determinar e assegurar o seu funcionamento correto e permanente.

Por este motivo é importante que o cliente, antes de contratar os serviços de uma empresa produtora de sistemas, busque conhecer quais serão as tecnologias empregadas por esta empresa para o desenvolvimento do seu sistema.

Aí o cliente diz: eu não entendo nada de sistemas, banco de dados, linguagem de programação. “Pergunta: e como irá reclamar então?”. Pois ao reclamar podera obter o seguinte retorno: “esta tecnologia é assim mesmo”.

Procure conversar com os amigos, pesquise na internet, procure o departamento de computação de uma universidade, converse com o pessoal de outras empresas que adquiriram sistemas. É muito importante conhecer as tecnologias empregadas.

Outra colocação importante: não existe "essa" de uma tecnologia ser ruim. Existe sim, que cada tecnologia tem um campo de aplicação, podendo ser adequada para um caso e impropria em outras situações. Em outras palavras, existe o emprego por parte de quem desconhece o assunto, de uma tecnologia inadequada para a necessidade real que se apresenta

O ciclo da engenharia de sistemas prevê algumas etapas como: Planejamento, análise, projeto, codificação, verificação e implantação. Existem outros modelo. Destas etapas, considero como mais importante a fase de análise onde se descobre em detalhes a necessidade do cliente em torno do sistema. Se esta etapa for mal concebida irá comprometer, com certeza, o sucesso das demais fases. Por isto, nesta etapa, a abertura para o diálogo ao analista de sistema é primordial ao sucesso do projeto como um todo.

Para finalizar, já presenciamos sistemas que apresentam bom desempenho enquanto o banco de dados está vazio ou tem poucas informações. A medida que o banco vai recebendo informações, começa haver queda de desempenho, congelamentos da tela do sistema (Programa nao está respondendo), consumo excessivo de memória, saturacao da rede através de mecanismos que transferem em qualquer acesso uma tabela inteira de dados ou até o banco inteiro (isto é péssimo, pois além do programa ter sido mal projetado, irá prejudicar todos equipamentos e demais aplicativos que fazem uso da rede).

ALGUNS ASPECTOS TÉCNICOS, OS QUAIS, EM NOSSA VISÃO, O RESPONSÁVEL POR CONTRATAR OS SERVIÇOS DE DESENVOLVIMENTO DEVE VERIFICAR SE IRÃO CONSTAR NO SISTEMA

Técnicas de banco de dados

Controle de transações – Quando ocorre uma exceção, isto garante que nao seja gravada apenas parte de uma informação.

Integridade referencial – A análise de sistemas propõe que os dados sejam normalizados em formas de tabelas (dados tabulares como no Excel). Porém os dados de uma tabela podem se relacionar com os dados de outra tabela. No caso de haver este relacionamento, a integridade referencial garante que não sejam apagados os dados de uma tabela cujos dados sao referenciados pelos dados da outra tabela.

Usuário e senhas individuais – permite fazer log e rastrear os acessos dos operadores do sistema. Impede que pessoas não autorizadas acessem o sistema.

Log de todas operações efetuadas no banco de dados – muito importante. Permite verificar as inserções de cada usuário em cada tabela. O mesmo vale para as exclusões. Para as modificações ainda soma-se o fato de registrar as modificações por campo (cada item de informação). Esta característica pressupõe aos operadores (na maioria das vezes funcionários da empresa usuaria do sistema) do sistema atenção e responsabilidade perante as informações do sistema. Também auxilia os administradores do banco de dados e os projetistas do sistema, o ajuste progressivo do banco de dados e do sistema em caso de anomalias nas informações. Da mesma forma, auxilia estes últimos a ajustar informações lancadas indevidamente por parte dos operadores do sistema, quando este não lembra exatamente o que ele fez, mas tem uma noção do tempo “dia” “mes” em que pode ter ocasionado tal uso.

Banco de dados Padrão SQL – Estas são ferramentas projetadas para armazenamento/recuperação de dados e implementam os recursos para os requisitos acima. Não confundir com gerenciadores de arquivos que fazem uso de SQL, mas não são padrão SQL e não possuem recursos para os requisitos acima.

SQL – Linguagem utilizada para armazenar/recuperar informações no/do banco de dados.

Técnicas de programação

Blocos “Try Excepct end” - Garantir que em uma exceção não irá congelar a tela do sistema (Programa não respondendo) e será exibida uma mensagem de erro, geralmente oriunda do banco de dados ou do aplicativo. Por exemplo, o programa ao tentar conectar com um banco de dados que está em outro computador da rede (servidor), não encontra o banco de dados pelo fato deste servidor estar desligado. Um programa sem esta técnica pode congelar (programa não respondendo). Ao contrário, ao usar esta técnica será exibida uma mensagem “Nao foi possível conectar ao banco de dados”. Muito importante para validar entrada de dados cujas informações tem um padrão. Por exemplo, datas, moeda, CPF, RG, CNPJ, IE, números de telefones e celulares, etc.

Validação de dados – Um exemplo, garantir que um campo que espera a entrada de caracteres de [A..Z] não aceite números [0-9] ou um campo que nao pode ficar em branco deve exibir uma mensagem: “preencha o campo x”.

Browser resumido (navegador tabular: linhas x colunas) – as telas de um aplicativo nunca devem carregar por padrão todos os dados de uma tabela. Pois este procedimento acarreta consumo de memória, fluxo na rede e recuperação/processamento de todos dados a partir da base de dados de forma desnecessária.

Delmar Wichnieski

Administrador de banco de dados

Analista de sistemas

Programador Delphi

Arquiteto de sistemas Java/servlet/jsp

Rafael Friedrich

Pós-graduado em sistemas web

Administrador de banco de dados

Analista de sistemas

Programador Delphi

Web designer, Arquiteto de sistemas Java/servlet/jsp, C#

 

>>>>É de suma importância que se dê ao público em geral a oportunidade de conhecer, consciente e inteligentemente, as tentativas e os resultados da pesquisa científica. Não basta que cada resultado seja conhecido, elaborado e aplicado por poucos especialistas, em cada ramo. Quando a ciência se restringe a um pequeno grupo, o espírito filosófico de um povo decai, e ele caminha para a indigência espiritual.

Albert Einstein

 

USUÁRIOS DE PESO Veja quem está utilizando o mesmo banco de dados que disponibilizamos aos nosso clientes: NASA, Motorola, Nokia, MCI, Northen Telecom, Philadelphia Stock Exchange, Bear Stearns, First National Bank of Chicago, Money Store, US Army, Boeing, IBM (Brasil).

Portanto, o armazenamento e o processamento dos dados representa uma escolha fundamental no desenvolvimento e na vida de um aplicativo. Entre os fatores que influenciam na sua definicão podem constar o custo, as opções de plataforma, a performance, as interfaces de acesso e a segurança. Qualquer que seja a sua prioridade, a Delta Corporation tem se dedicado ao armazenamento e a recuperação de dados fazendo uso de uma das mais sofisticadas tecnologias dentre as disponíveis no mercado. Fale conosco e sinta a diferença de trabalhar com uma empresa que valoriza o cliente.